eba-2014-edit

 nov/12 e nov/13      Nova Friburgo, RJ       Escolha a Edição para Ver as Fotos: I, II


Enfrentamos enormes desafios para a manutenção de uma relação equilibrada com o meio ambiente e o planeta. Em contraponto ao atual modelo de vida extrativista e predatório, necessitamos de um novo paradigma de desenvolvimento, pautado em inovações tecnológicas que promovam maior eficácia energética, não-produção de resíduos e com aproveitamento sustentável de recursos naturais como luz solar, ventos, águas das chuvas etc.
Nesse sentido, em todo o mundo, arquitetos, agrônomos, engenheiros e outros pensadores, vêm desenvolvendo técnicas e tecnologias destinadas ao melhor aproveitamento dos recursos naturais, com maior adaptabilidade e aproveitamento dos materiais. Essas práticas carecem hoje de uma contínua divulgação e difusão, para que sejam assimiladas e praticadas nas construções futuras e no planejamento das cidades e dos aglomerados humanos.
Outrossim, a Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro ainda se recupera da maior tragédia climática do Brasil, ocorrida com as chuvas de Janeiro de 2011, o que mantém em evidencia a importância da aplicação de práticas sustentáveis para a adequação das moradias e do planejamento urbano das cidades, em especial no processo de reconstrução das áreas atingidas. Portanto, é de fundamental importância que os gestores e administradores públicos das cidades da Região tenham conhecimento de tais técnicas e se apropriem e se articulem com quem promove tal conhecimento para elaboração de projetos futuros.
Sendo assim, o Encontro de Bioarquitetura é um evento de iniciativa e produção do Instituto Serrano de Economia Criativa – ISEC, com a parceria e curadoria do Instituto TIBÁ, que visa difundir conhecimentos aplicáveis para construção de moradias, construções e edificações com viabilidade ambiental e conceitos de sustentabilidade.